Blog navigation

Blog categories

Latest posts

Bleenk it, Mom!

551 Views 0 Liked

A minha mãe usava saltos.

A minha mãe usava saltos na cozinha, a estender a roupa, a ver tv, nas festas, casamentos, baptizados, funerais…

A minha mãe usava saltos quando me ia pôr à escola, a pé, quando ia comigo ao médico, a pé, quando corria para o trabalho na calçada que já conhecia de cor. Muito antes de existirem Bleenks para acalmar preocupações e poupar pares de saltos, num tempo em que corria em bicos de pés.

A minha mãe usava saltos no pico do verão quando eu lhe pedia colo por preguiça das minhas pequenas pernas ao sol e passadas oito horas a trabalhar de saltos altos.

A minha mãe usou uns chinelos de quarto com saltos no hospital, quando eu nasci.

O meu pai, filho de sapateiro arranjou incontáveis pares de sapatos à minha mãe, cola, troca, vira, remenda, volta a colar…manuseia-os com a mesma habilidade com que ela corre com eles calçados.

Nunca conheci a minha mãe sem saltos e por isso, mesmo quando não os calça age como se os tivesse calçados. Corre em bicos de pés, sobe escadas com a metade dianteira do pé, ergue o queixo como se do seu metro e sessenta e cinco (sem salto) conseguisse ver além horizonte.

Estou convencida de que nasceu com saltos calçados, e ela jura, a pé juntos, que só cai de sapato raso, agora que os joelhos cansados começam a fraquejar. Que nunca antes caiu e que se nesses dias tivera saltos nos pés a história seria outra. Ela sem a força física de antes, os sapatos mais protegidos do que antes.

A minha mãe maquilha-se sem espelho com a naturalidade de quem bebe água e ainda corre de saltos, a calçada é a mesma, os pés também, os sapatos agora com Bleenk permitem a fraqueza de joelhos.

Mami, deixa os saltos…Não, ficam bem, sinto-me melhor, ando melhor!

Os joelhos seguem raspados se um passo em falso se dá, mas os saltos já não.

E ela gosta assim, das suas caixas empilhadas, sabe de cor os que tem, liga-me a perguntar se estes ficaram giros com aquela saia. Diz que tem de ser de salto!

A minha mãe usará sempre saltos altos, mesmo quando não poder correr neles, eles correm nela. Cuidar dos saltos dela é cuidar dela, a sua altivez, da sua personalidade, é amá-la como ela os ama, é amar como eles a fazem sentir.

Mami, Feliz Dia da Mãe! Põe uns Bleenk e vai tranquila, calçada fora,de saltos altos, tomar o seu café.

Catarina Alves 

Posted in: Trends